Terça, 17 de Maio de 2022 00:31
11 11 99843-7541
10°

Pancada de chuva

São Bernardo do Campo - SP

Dólar com.

R$ 5,06

Euro

R$ 5,28

Peso Arg.

R$ 0,04

Especiais Mais empregos

São Bernardo registra saldo de 2.358 novos postos de trabalho em fevereiro

Cidade liderou geração de empregos na região do Grande ABC, de acordo com dados divulgados nesta terça pelo Caged

29/03/2022 18h19
Por: Redação Fonte: PMSBC
Divulgação
Divulgação

A cidade de São Bernardo registrou saldo positivo de 2.358 novos postos de trabalho criados no mês de fevereiro, número que coloca o município na liderança do quesito de geração de empregos com carteira assinada na região do Grande ABC. Os dados foram catalogados nesta terça-feira (29/3) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia. No período, foram 12.052 contratações e 9.694 demissões na esfera local, computando variação de 0,94%.

O levantamento assinado pelo governo federal aponta que São Bernardo é puxado, principalmente pelo setor de serviços, responsável por 7.984 contratações no mês, saldo de 2.137, e pela construção, com 718 empregos formais, sendo 156 de saldo. Na sequência aparece comércio com 2.177 carteiras de trabalho assinadas.

Mesmo abrangendo período de pico da pandemia, o cálculo dos últimos 12 meses mostra saldo positivo de 10.842 empregos formais registrados na cidade. Destes, 121.419 são relacionados a admissões e 110.577 a desligamentos, uma variação de 4,48% no intervalo de março de 2021 a fevereiro deste ano. O saldo no acumulado do ano, considerando janeiro e fevereiro, também é favorável, fechando na criação de 1.945 postos de trabalho, com 22.656 contratações ante 20.711 demissões.

“Apesar dos efeitos da pandemia, São Bernardo mais uma vez registra desempenho positivo, graças às políticas públicas de fomento ao desenvolvimento econômico colocadas em prática na cidade, desde incentivo fiscal e previsibilidade a medidas para geração de emprego e renda, como desburocratização para abertura de novos negócios e convênio para cursos voltados à qualificação profissional. Todos esses fatores têm provocado ambiente propício para a atração de empresas, entre grandes, médias e MEIs, impactando diretamente nos números”, avaliou o prefeito Orlando Morando.

O balanço favorável pode ser atrelado justamente às condições apresentadas pelo governo, baseadas, por exemplo, no congelamento dos valores do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), sem aumento real, e desconto progressivo no tributo municipal para empresas que gerarem empregos no município, cenário que tem assegurado a retomada da economia, especialmente neste período de pós-crise sanitária, com a reabertura das atividades comerciais. 

OFERTAS – As ações efetivas da CTR (Central de Trabalho e Renda), agência pública que atua junto à iniciativa privada para oferta de oportunidades de emprego, e da Sala do Empreendedor, em parceria com o Sebrae, são outras frentes para auxiliar moradores para reinserção no mercado de trabalho. “São Bernardo têm recuperado o fôlego e, assim, resgatado investimentos em suas atividades. Dentro deste prisma, os setores de serviços, construção e comércio encabeçam a geração de empregos”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo, Hiroyuki Minami. “Reflexo deste momento é a estimativa de investimento de R$ 9 bilhões na cidade, de recursos privados e públicos entre 2021 e 2022, conforme estudo elaborado pela FGV (Fundação Getulio Vargas)”, emendou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.